- Alexandra

Hoje sim estou mais capaz de celebrar :D o ano de 2017 mostrou-se-me bem mais calmo e doce mas isso é só reflexo não só do caminho que percorri até aqui neste círculo feminino mas também uma visão diferente do panorama geral da minha vida e daquilo que me rodeia.
Quando me propus a este trabalho sabia que não ia ser nada fácil porque quando me dedico a algo é com unhas e dentes, por isso apesar de ter chorado bastante, de me ter doído o corpo, de o meu útero se ter libertado de muitas mágoas e raivas escondidas, hoje sou uma mulher mais madura que cuida diariamente da sua menina e que trabalha com ela para que a cura seja contínua.
Muito aprendi com todas vós, muitas das vossas experiência foram autênticos espelhos, a princípio fui bastante dura comigo mesma mas hoje já me sei observar sem virar logo o carrasco. A transformação/transmutação leva o seu tempo mas a nossa persistência é que vai ditar o resultado final.
Abri o coração à Mãe, conectei-me com ela e ela tem sido muito generosa e amorosa comigo. Ando a redescobrir dons porque a criatividade da Mãe ultrapassa a nossa imaginação <3
Por isso, estou muito grata à Mãe Terra, à Mãe Isabel por ter abraçado e parido este trabalho permitindo a muitas mulheres crescerem um pouco mais no seu caminho na terra, às mulheres que foram abrindo os seus corações e foram partilhando as suas experiências; a mim pela coragem e persistência e a todas as pessoas (família, amigos, conhecidos, desconhecidos) que cruzam o meu caminho e me mostram partes de mim que eu não estou a ver.
Gratidão <3